Risco maior é fugir da briga I

Começou a circular em colunas políticas (vide declarações de que “o importante para o PSDB é palanque para José Serra”) a hipótese de sermos meros coadjuvantes nas próximas eleições estaduais.

Diante disso, quero recuperar alguns comentários que postei no Twitter, no mês passado. Para mim, essa movimentação para excluir o PSDB da majoritária em troca da posse do Pavan e do palanque para o Serra estava se desenhando com clareza.

18/02/2010

Cenário SC (1): DEM e parte do PMDB atuam para tornar o PSDB coadjuvante. Dificultam a posse de Pavan para depois cobrar caro por ela.

Cenário SC (2): Na sequência pretende que o PSDB fique fora da majoritária, em troca da posse do Pavan + o palanque p/ Serra.

Cenário SC (3): a chapa resultande seria: Colombo governador, Dário vice. LHS e João Rodrigues para o Senado. Um dedo para chupar para PSDB.

Outro Cenário (1): outra parte do PMDB quer a cabeça de chapa e aliança c/ PT. DEM e PSDB caberia a aliança, mantendo bloco nacional, ou…

Outro Cenário (2): o cada um por si – já que será complicado para o PMDB convencer o PT a ficar na vice.

E o PSDB ? Acredito que se os aliados puxarem nosso tapete devemos lançar chapa pura ou procurar aliança com PP. Coadjuvante Nunca Mais!

20/02/2010

“Estudos estratégicos de Hist., bem como a teoria dos jogos contemporânea, indicam que os sistemas multipolares são configurações instáveis”

“É inevitável que duas partes se unam, deixando a terceira numa situação altamente perigosa”(P. Bobbitt). E a hst política de SC confirma.

Quem será a “terceira parte” no caso da dissolução da tríplice? E se considerarmos 4 partes envolvidas (PT, PMDB, PSDB+DEM e PP)?

Esse é o jogo da política hj em SC. Melhor do que o marasmos de apenas 2 forças decisivas – PP (Arena) e PMDB – como foi de 1964 até 2002.

21/02/2010

Informações do Prisco hj reforçam o cenário DEM+PMDB e PSDB coadjuvante. O movimento do Dário é pela vice. O do DEM pela vaga 2 p/ o Senado.

O outro bloco do PMDB (cujo líder é o Paulo Afonso) são empurrados p/ candidatura própria e apoio à Dilma.

Agravamento das diferenças internas no PMDB e entre os partidos da tríplice abre caminho p/ o cada um por si.

23/02/2010

@ABaldissareli, como eu tuitei aqui outro dia, o plano do DEM era criar dificuldades para vender facilidades. O PMDB acelerou as coisas.

Se Dário ñ mudasse os rumos do PMDB, DEM trocaria apoio à posse do Pavan pela 2a. vaga p ao senado, deixando PSDB fora da majoritária.

@guipontes, como agora “sobrou vaga”, DEM troca a posse simplesmente pelo apoio do PSDB, colocando ainda na mesa o palanque para o Serra.

@guipontes, o problema é que o movimento anterior criou dificuldades para o movimento atual. O que não quer dizer que o PSDB ñ tope.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s