“O risco para os outros de um PT na defensiva”, por Rosângela Bittar (Valor Econômico)

(Rosângela Bittar - Valor Econômico, 30/11/2011) Quando o Partido dos Trabalhadores se volta contra a imprensa, de forma insistente e um tanto ansiosa, como agora, é porque que está na defensiva. Uma fase em que o partido não pode, ou não quer, assumir suas preocupações como elas são de fato: manter e se possível ampliar … Continue lendo “O risco para os outros de um PT na defensiva”, por Rosângela Bittar (Valor Econômico)

“Censo e crescimento econômico”, do Valor Econômico.

(Jorge Arbache - Valor Econômico - 28/11/2011) Os resultados do Censo 2010 recentemente divulgados pelo IBGE indicam que o Brasil avançou em muitas áreas na última década. Observou-se, por exemplo, melhoria na distribuição da renda pessoal e regional, queda da mortalidade infantil e do analfabetismo e aumento do acesso aos serviços públicos. O Censo também confirmou … Continue lendo “Censo e crescimento econômico”, do Valor Econômico.

“Quanto custa o inchaço da máquina pública”, (do Correio Braziliense)

(Cristiane Bonfanti - Correio Braziliense - 28/11/2011) Com 38 ministérios e a incorporação de 221 mil servidores, as despesas da União com salários subiram 172% desde 2002. Segundo dados da organização não governamental Contas Abertas. Só em Brasília, no Executivo, entraram mais de 20 mil funcionários. Para acomodar tanta gente, a Esplanada dos Ministérios já não … Continue lendo “Quanto custa o inchaço da máquina pública”, (do Correio Braziliense)

Em 10 anos, Saúde perdeu R$ 45,9 bi

(Regina Alvarez - O Globo - 28/11/2011) Em dez anos, governo deixou de aplicar R$45,9 bilhões que, no papel, destinara ao setor A grave crise no setor da Saúde reflete, entre outros problemas, escolhas do governo no rateio dos recursos federais. Desde 2000 - quando entrou em vigor a Emenda Constitucional 29, que estabelece um piso … Continue lendo Em 10 anos, Saúde perdeu R$ 45,9 bi

Gasto alto não reduz índice de violência

(Agência o globo:Jailton de Carvalho) Brasil gasta mais que países desenvolvidos em segurança, mas tem piores taxas de homicídio Mesmo com um gasto em segurança pública superior ao de alguns países desenvolvidos, o Brasil está na lista das nações com as piores taxas de homicídios. Só no ano passado foram assassinadas 40.974 pessoas. O crescimento … Continue lendo Gasto alto não reduz índice de violência

“Real deixa de ser a moeda mais valorizada” (do Valor Econômico)

(Assis Moreira - Valor Econômico - 18/11/2011) O Brasil deixou de ter a moeda mais valorizada entre as 58 maiores economias do mundo. A nova campeã é o bolívar fuerte, da vizinha Venezuela do coronel Hugo Chávez. O dado foi publicado ontem, quase escondido, no site do Banco Internacional de Compensações (BIS), espécie de banco … Continue lendo “Real deixa de ser a moeda mais valorizada” (do Valor Econômico)

A rebelião dos mimados

(Veja) Com roupas de grife e donos de carros caros, estudantes depredam a USP porque querem fumar maconha sem ser incomodados Ele usa um moletom da grife americana GAP, óculos de 500 reais da italiana Ray Ban e exibe um sorriso de quem está com a vida ganha. Na imagem acima, o "rebelde" esparramado na … Continue lendo A rebelião dos mimados

“PSDB tem que ser o partido do carinho e da equidade”, diz FHC

(Marcelo Mota e Guilherme Serodio - Valor Econômico - 08/11/2011) Nenhum candidato foi lançado, nenhum novo manifesto foi escrito, mas os tucanos presentes ao evento promovido ontem pelo Instituto Teotônio Vilela (ITV) saíram de lá com a sensação de que algo novo aconteceu. O que era para ser um evento alheio à agenda partidária, promovido por … Continue lendo “PSDB tem que ser o partido do carinho e da equidade”, diz FHC

Dois mitos sobre a poupança nacional

(Yoshiaki Nakano - Valor Econômico - 08/11/2011) Existem muitos mitos sobre a taxa de poupança no Brasil. Vejamos dois desses mitos. Primeiro, a maioria dos economistas quando fala em poupança está pensando em poupança pessoal, das famílias, ignorando a poupança das empresas. Segundo, a maioria dos analistas assume como óbvio que a baixa taxa de poupança … Continue lendo Dois mitos sobre a poupança nacional

Matrículas crescem fora da meta

(Renata Mariz - Correio Braziliense - 08/11/2011) Ingressos no ensino superior dobram em 10 anos, mas a expansão está longe do estabelecido pelo próprio MEC A quantidade de matriculados no ensino superior no país mais que dobrou na última década — passando de 3 milhões em 2001 para 6,3 milhões no ano passado. O incremento, … Continue lendo Matrículas crescem fora da meta