Sobre declarações do Papa.

Mudando de assunto.

Recentemente o Santo Padre, o Papa Francisco, tem dado declarações tidas por alguns como “polêmicas” ou de mudança da doutrina católica. A última foi esta sobre o número de filhos e a paternidade responsável.

As palavras do Papa podem parecer surpreendentes para quem não segue a Igreja, mas para os católicos não foi dito nada de novo. Ao contrário do imaginário corrente entre os não-católicos, os ditos católicos “não-praticantes” e os “catolicofóbicos”, a Igreja incentiva a paternidade responsável há tempos. Existem métodos recomendados aos católicos para que possam planejar suas famílias sem recorrer aos preservativos e aos anti-concepcionais. Não vem ao caso detalhá-los, o Google já foi inventado. Matrimônio, abertura à vida e não correr o risco de abortos são os requisito básico. Sendo assim, também é lenda que os católicos devem ter relações “só para reprodução”.

Daí você diz: “e as doenças sexualmente transmissíveis?”. Aí é uma questão de unidade de vida. Imagine um casal que casa virgem e não são adúlteros. Quantos parceiros terão na vida?

Enfim, não estou querendo doutrinar, moralizar ou fazer proselitismo. Só quis explicar que o Papa não falou nada de novo, ao contrário do que a mídia tenta mostrar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s