Notícias de Francisco e o desconhecimento do catolicismo.

Em praticamente todas as notícias envolvendo o Papa Francisco, ele só diz o que a Igreja diz há tempos, e a mídia, em busca de cliques, tenta vender como rupturas na tradição.

Parodiando uma famosa citação, a Igreja não dá saltos. Em geral, essas notícias sobre o Papa ou estão “ligeiramente” deturpadas, ou não são notícias, não são novidades.

O problema é que os católicos em geral e os não católicos por questões óbvias desconhecem o que defende o catolicismo. Os primeiros, em sua maioria, por pararem o estudo da fé na catequese de Crisma (quando estão com 13, 14 anos), e olhe lá! Nesse caso, a fé fica congelada na pré-adolescência e sujeita a ser ridicularizada como infantil. É como se nosso conhecimento de Física ou Matemática fica estacionado no Ensino Fundamental. Em algum tempo, até o pouco que se aprendeu na catequese é esquecido – da mesma maneira que a maioria de nós, a não ser os que lidam com os números, não lembra da fórmula de Bhaskara. Os segundos, os não católicos, porque o que sabem da Igreja limita-se ao que os professores de História ensinam nas escolas e faculdades. Um discurso anticlerical, quando não anti-cristão. Novamente: estou falando de forma geral, afinal eu também sou professor de História.

É preciso ter critério ao ler essas manchetes. Aos católicos, recomenda-se sempre procurar a página do Vaticano e os veículos da Igreja para lerem as declarações e textos oficiais na íntegra. Melhor ainda, recomenda-se dedicar um tempo para aprofundar no estudo da fé e sair dos 14 anos em matéria de compreensão do catolicismo.

O caso recente é a requentada notícia: “O Papa diz que Big Bang e teoria da evolução estão corretas”. Ora, que novidade não? Até seria, se Bento XVI não tivesse dito o mesmo (também não era novidade: http://veja.abril.com.br/noticia/ciencia/deus-esteve-por-tras-do-big-bang-diz-bento-xvi/).

De fato, a Igreja Católica possui documentos oficiais que mostram a posição dela sobre os assuntos. Todas as posições da Igreja são publicadas no site do Vaticano. As mais importantes são as Encíclicas, escritas pelos Papas com base nos estudos desenvolvidos pelos diversos corpos da Igreja. Na Encíclica Humani generis (1950), o Papa Pío XII afirmou não existir oposição entre a teoria da evolução e a doutrina da fé. O Papa João Paulo II falou sobre esses documentos na mensagem à Pontifícia Academia das Ciências, em 1996. Se houver interesse, dá para seguir os links a partir da página deste texto. Infelizmente, não há em português. Mas as todas as Encíclicas tem tradução para português (http://w2.vatican.va/content/john-paul-ii/es/messages/pont_messages/1996/documents/hf_jp-ii_mes_19961022_evoluzione.html).

Para finalizar, o teórico do Big Bang é um padre, Georges Lemaître. E o cara que desenvolveu as leis da genética (que têm influência na teoria da seleção natural e da evolução) foi um monge católico, Gregor Mendel. Eu, particularmente, tenho o maior orgulho de ser católico.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s