Sobre as manifestações de 04/12/2016.

Em artigo publicado recentemente, FHC alerta os agentes políticos para o fim do tempo dos conchavos, das reuniões fechadas e da passividade da audiência dos discursos dos líderes tradicionais.

Frase atribuída a uma dessas lideranças aqui em Santa Catarina é exemplo desse modelo superado: “Primeiro a gente toma a decisão, depois faz a reunião”. Parece, segundo FHC, que as coisas não funcionam mais assim.

As manifestações de ontem mostram o apoio popular às conquistas em termos de transparência e moralização, alcançadas por nossas instituições democráticas, tendo os resultados da Operação Lava-jato como carro chefe. A meu ver, reforçaram o que disse Fernando Henrique, ao demonstrarem que qualquer proposta, mesmo salutar, precisa ser debatida às claras e conquistar a opinião pública. Decisões de gabinete, acordos de líderes, votações na madrugada, serão rechaçadas e seus motivos colocados sob suspeita.

Outro recado dado pelos manifestantes de ontem: ninguém colocou o pijama após o impeachment. As manifestações democráticas, ordeiras, continuam ativas e com impactos mais relevantes que os alcançados pelos atos de vandalismo e violência.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s