O impeachment de 2016 e o contingenciamento de 2019: resposta ao colunista Cacau Menezes.

Segue a nota publicada: Minha resposta é a seguinte: Defendo a prioridade da educação. Por isso torço para que nossa economia melhore e os contingenciamentos sejam revistos. Entendo que essa melhoria na economia brasileira passa pela aprovação da Reforma da Previdência. Estamos falando de contingenciamento e promovê-lo é questão de respeito à lei dos homens … Continue lendo O impeachment de 2016 e o contingenciamento de 2019: resposta ao colunista Cacau Menezes.

Tsunami? Ainda não. Ainda…

Manifestações de 15/05/19 ficaram no limite do previsto. Grandes, mas ainda não são o tsunami. Como escrevi aqui: o modo mais fácil de botar gente na rua é mobilizando estudantes. Libere aula de universidades e escolas num dia à tarde e lhes dê motivos para caminharem juntos até o terminal. Feito. Digamos que isso é … Continue lendo Tsunami? Ainda não. Ainda…

Fornecendo moinhos de vento

O posicionamento de uma ideia define os termos do debate e faz toda a diferença na reação do público. No caso do contingenciamento das verbas da educação estamos presenciando essa afirmativa na prática. Na minha opinião, trata-se do pior erro de estratégia de comunicação do governo federal até o momento. A esquerda perdeu base social … Continue lendo Fornecendo moinhos de vento

Pela redução dos duodécimos.

O governador Moisés tomou a atitude mais corajosa do seu governo ao propor a redução de 10% nos recursos repassados anualmente para a Alesc, Udesc, TCE, TJ e MP-SC, na forma de duodécimos. Reforma administrativa, corte de comissionados... nada disso é novidade. Para quem foi eleito para "fazer diferente", o gesto mais diferente até o … Continue lendo Pela redução dos duodécimos.