O impeachment de 2016 e o contingenciamento de 2019: resposta ao colunista Cacau Menezes.

Segue a nota publicada:

Minha resposta é a seguinte:

Defendo a prioridade da educação. Por isso torço para que nossa economia melhore e os contingenciamentos sejam revistos. Entendo que essa melhoria na economia brasileira passa pela aprovação da Reforma da Previdência. Estamos falando de contingenciamento e promovê-lo é questão de respeito à lei dos homens e à lei da matemática. Se a arrecadação é menor do que o necessário para cumprir o orçamento, é preciso adequar o orçamento à realidade, reduzir gastos e trabalhar para a arrecadação melhorar. Ninguém gosta de contingenciamento, muito menos eu. Conforme já escrevi, o erro principal do governo neste episódio foi de comunicação.

Sempre estudei em escola e universidade pública e, desde minha época de estudante no ensino superior, vi que no Brasil a universidade estatal é um elemento de concentração de renda. Há anos defendo a inversão na pirâmide dos investimentos na educação, como podes conferir aqui. A questão não é apenas de investir mais. Tem que gerir melhor e mudar prioridades. O Estado deveria investir mais dinheiro na educação básica e menos nas universidades. Isso equalizaria oportunidades e melhoraria nossos índices educacionais. A gratuidade deve se basear na situação econômica do indivíduo e não no modelo de administração da instituição. Quem puder pagar, deve pagar. Para quem não puder pagar, o ensino deve ser gratuito, seja na instituição pública ou na particular.

Fui às ruas pelo impeachment da ex-presidente, que cometeu um crime de responsabilidade justamente por desprezar a lei. Iria novamente. Nunca é demais lembrar: no governo do Partido dos Trabalhadores nossa democracia foi violentada com a compra sistemática de base parlamentar, nos escândalos que conhecemos tão bem. Como ficou provado na Justiça, em nome de um projeto de poder, o partido virou uma quadrilha que institucionalizou a corrupção.

Minha posição no segundo turno é pública (aqui). Posso reafirmá-la com total convicção: nada seria pior para o país do que a vitória petista. Em qualquer setor, a situação hoje seria pior com eles. Caminharíamos à passos largos para o cenário venezuelano. Aliás, estaríamos passando pelo mesmo contingenciamento, porém sob o silêncio obsequioso ou a manifestação tímida de entidades que estavam na folha de pagamento do governo petista (CUT, UNE e assemelhados…).

Além destas questões de posicionamento político, a nota é uma oportunidade para que eu me apresente melhor ao colunista, visto que não nos conhecemos. Sobre as funções profissionais que hoje exerço, deixo claro que sou funcionário público, com experiência e currículo para contribuir na FAPESC. Possuo especialização em gestão de organizações de inovação tecnológica e fui secretário adjunto de Ciência e Tecnologia em Florianópolis, com uma atuação reconhecida pelo setor de tecnologia no município. Por conta disso, fui convidado para contribuir nas ações da Fundação voltadas ao empreendedorismo inovador, sem que houvesse uma indicação política ou partidária.

Tive o prazer de trabalhar ao lado do Paulo Bauer, primeiro na Secretaria da Educação e depois no Senado Federal. Nas duas funções também adquiri conhecimento e experiências importantes para a gestão pública. Nutro amizade e respeito pelo ex-senador, com o qual muito aprendi, mas nossas trajetórias são independentes.

Fui líder estudantil, no ensino médio e no ensino superior. Militei durante 23 anos no PSDB. Nesta trajetória, entre outras funções, fui vice-presidente nacional da Juventude do Partido, presidente estadual do Instituto Teotônio Vilela (órgão de formação política) e Secretário Geral do diretório estadual. Sempre reconhecido pela atuação em prol da formação política e programática dos quadros partidários. Me desliguei do partido esse ano e expus publicamente minhas razões (aqui).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s