“Heroína de dois mundos”, para quem?

Aproveito que estamos na semana de comemoração do o bi-centenário de Anita Garibaldi para repostar uma opinião escrita dois anos atrás. Em Santa Catarina há essa espécie de culto à memória de Anita Garibaldi. Considero importante e válido o registro histórico dos eventos dos quais ela e o amante, Giuseppe Garibaldi, fizeram parte. Igualmente, a... Continuar Lendo →

Para não esquecer.

Hoje, 11 de julho de 2021, faz 50 anos da publicação da primeira coluna do Beto Stodieck. Minha dissertação de mestrado teve como fonte os textos de suas colunas, que prefiro chamar de crônicas ligeiras. Ele foi um observador especial de Florianópolis nos anos 70 e 80 do século passado. Na dissertação centrei na década... Continuar Lendo →

Brasil: todo dia um George Floyd.

No dia 31 de maio, quando as manifestações #blacklivesmatter aconteciam em todo o Ocidente, inclusive aqui, escrevi: Hoje, no dia nacional da Consciência Negra, o crime praticado no Carrefour de Porto Alegre nos lembra dessa realidade gritante: no Brasil, todo dia temos um "George Floyd". Nem todos são filmados. A Consciência Negra fala da autoafirmação,... Continuar Lendo →

Em Santa Catarina, o gigante adormeceu.

Hoje é um dia que ficará em destaque na História de Santa Catarina. Como na maior parte dessas datas emblemáticas, a imensa maioria dos cidadãos catarinenses segue suas vidas sem maior envolvimento, dedicados aos afazeres diários, na busca da sobrevivência, comemorando porque "sextou"… Não importa o resultado, é um dia de lamentável injustiça. Reitero minha... Continuar Lendo →

Nem trinta, nem setenta.

Só acredito em unidade se no horizonte existir a possibilidade de superarmos o presidencialismo. Caso contrário, os messiânicos de esquerda, rotuladores profissionais, estarão sempre a nos jogar na bacia dos "30%" que hoje ameaçam a democracia brasileira.

A alternativa parlamentarista

A saída para o Brasil passa por uma reforma política e eleitoral que resulte num modelo parlamentarista. Obviamente, a mudança institucional deveria ser antecedida por uma mudança de cultura, de abandono do messianismo presidencial. Mas não temos tempo. Urge salvar a democracia.

Discutindo o Parlamentarismo

Recentemente, numa postagem do Facebook onde fiz menção ao efeito “messiânico” do presidencialismo, que leva à construção da imagem de “salvadores da pátria”, um amigo formulou as questões abaixo. Como as achei pertinentes e sou parlamentarista convicto, resolvi esperar um pouco para poder responder com mais tempo. As respostas rápidas feitas no celular, por vezes... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: