“O professor de História que não é de esquerda”, por Paulo Briguet.

Hoje quero falar de um herói brasileiro: o professor de História que não é de esquerda. É verdade que todo ofício tem os seus ossos, mas o ofício do professor de História não esquerdista é um ossuário do Khmer Vermelho. Nada se compara às dificuldades deste mártir da educação. Perto dele, nossos problemas são idílicos.... Continuar Lendo →

Educação: a questão não é apenas de investir mais. Tem que gerir melhor e mudar prioridades.

No relatório "Education at a Glance 2015" lançado hoje, 24/11, pela OCDE, considerando os 34 países membros e mais 12 parceiros: o Brasil tem o maior índice de jovens (20 a 24 anos) que não estão estudando. Isso apesar de aplicar 5,6% do PIB (em 2012) na Educação, índice maior que a média da OCDE... Continuar Lendo →

“Inovação, mercado de capitais e desenvolvimento”, por Tomás Tosta de Sá

Valor Econômico - 16/04/2013 Nos últimos cinco séculos, os grandes avanços de desenvolvimento econômico e social das nações deveram-se ao espírito empreendedor de seus povos, às inovações, aos veículos de financiamento desenvolvidos e às decisões de correr riscos para atingir seus objetivos. Em seu livro, "A ascenção e queda das grandes potências", Paul Kennedy apresenta... Continuar Lendo →

‘Educação: as lições do professor Hanushek’, no Valor Econômico.

(João Batista Araújo e Oliveira - Valor Econômico, 20/12/2011) Os países em desenvolvimento mais que duplicaram seus recursos em educação, nos últimos 20 anos. No geral, o esforço financeiro esteve associado à expansão. Em poucos casos, o recurso adicional se converteu em resultados, o que ocorreu especialmente em países da Ásia. Apenas contar com mais... Continuar Lendo →

MEC vai propor currículo nacional

(Mariana Mandell - O Estado de S. Paulo - 05/12/2011) O Ministério da Educação (MEC) vai propor um currículo nacional para a educação básica. A ideia é formalizar as expectativas de aprendizagem em todos os níveis dessa etapa de ensino. O documento vai funcionar como orientações complementares às novas diretrizes curriculares, propostas no ano passado... Continuar Lendo →

“O ensino médio e as expectativas de aprendizagem” – do Correio Braziliense.

(Por: Wanda Engel, Superintendente-executiva do Instituto Unibanco - Correio Braziliense 29/09/2011) Um fato possivelmente desconhecido da maioria dos brasileiros é o de que não existe no Brasil um currículo mínimo em nível nacional. Contamos apenas com "diretrizes curriculares" que, como não poderia deixar de ser, apresentam somente indicativos orientadores da definição dos conteúdos curriculares. Na maioria... Continuar Lendo →

Na educação catarinense, algo para comemorar.

Jefferson Fonseca O Brasil é um país de contrastes. A partir da implantação do real e da estabilização da economia, o país avançou em passos largos para uma condição de prosperidade e melhora nos seus índices de desenvolvimento. Infelizmente, isso não foi suficiente para diminuir significativamente as diferenças que ainda persistem em diversos setores. Por... Continuar Lendo →

“A falta de informação do poder público no Brasil atinge também a educação”, matéria no jornal O Globo

Apagão de dados também na Educação (O Globo, 30/08/2011) Falta de dados sobre uso de verba para educação dificulta ações como construção de creches Do dinheiro que vai para creches e transporte escolar ao déficit de professores, a falta de informação do poder público no Brasil - tema de uma série que O GLOBO publica... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: